Sobre

A Pastoral do Menor de Alagoinhas é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos fundada em 01/11/1985, pelo Pe. Freddy Goven. Nasceu efetivamente em 05/09/1979 quando Ricardo, um menino abandonado, foi encontrado por ele, numa praça da cidade, em estado precário de saúde e em total apatia. Diante do quadro alarmante, foi levado pelo Pe. Freddy para o pronto socorro, onde veio a falecer. Diagnóstico: subnutrição acentuada e profunda fraqueza generalizada. Isto o marcou de tal maneira jurando fazer tudo que fosse possível para que fosse a última vez que viveria aquela cena. A partir daquele momento, como assessor da Pastoral da Juventude, o Pe. Freddy Goven passou a divulgar o acontecimento, tornando conhecida a sua proposta em todos os encontros de jovens, na cidade de Alagoinhas, na Bahia e adjacências.

O trabalho se iniciou numa escola estadual que funcionava no espaço da Pastoral do Menor, com oferta de cursos profissionalizantes, chegando aos dias atuais, com atividades de caráter complementar ao ensino formal. Nos seus 33 anos de existência, esta entidade já atendeu mais de 20 mil crianças, adolescentes e jovens com faixa etária de 0 a 21 anos, e seus familiares, promovendo o resgate da dignidade e da autoestima da população em situação de risco e vulnerabilidade social, apostando na educação como meio eficaz na promoção efetiva da inclusão social.

Possui uma Diretoria formada por Presidente e Vice-Presidente, eleitos dentro do Conselho de Sócios, formado por pessoas da sociedade local, engajados na causa da criança e do adolescente, que, voluntariamente, se dispõem a dar sua contribuição. Conta atualmente 40 funcionários, 8 voluntários e 05 pessoas cedidas pela Secretaria Municipal de Educação de Alagoinhas.

Atualmente executa 4 projetos socioeducativos (Arca de Noé, Arte pela Vida, Jovem Aprendiz, Conviver e um programa Abrigo Provisório).